segunda-feira, 4 de abril de 2011

Edição 10- Desvendando a revista "Tele-Guía"- Capítulo 1, 1972: "Chespirito y Shory en El Chapulín Colorado".

Tele-Guía, México, no. 1021, del 2 al 8 de marzo de 1972.


O início da década de 1970 viu surgir na televisão mexicana muitos dos pilares sobre os quais se construiriam seu futuro. Entre eles Jacobo Zabludovsky, apresentador do telejornal 24 horas; Raúl Velasco, apresentador de Siempre en Domingo; e Roberto Gómez Bolaños, autor e ator de El Chapulín Colorado. Este último aparecia na capa da edição 1021 da revista mexicana Tele-Guía- TV Programas, publicada em 1972. Ao lado do comediante, um ator que integrava o elenco dos programas de Chespirito, conhecido na época como Shory. Era nada mais nada menos que Rubén Aguirre, o futuro professor Jirafales em El Chavo. A edição é histórica para os fãs do seriado, pois provavelmente seja a primeira revista a trazer um dos personagens de Roberto Gómez Bolaños na capa. Anos mais tarde Chespirito e seu elenco voltariam a aparecer em outras capas da mesma revista, comprovando o sucesso dos programas na TV mexicana. A revista Tele-Guía surgida no início da década de 1950, se propunha a trazer toda a programação semanal da televisão mexicana, como já estampava na capa: “Siete días antecipados en su televisor con todos los programas, películas y horarios.” Além da programação completa, com as sinopses de toda a programação, a revista trazia críticas sobre os programas, as últimas notícias do meio artístico, passatempos, horóscopo e até mesmo receitas. Qualquer exemplar da revista Tele-Guía é um convite ao passado, um convite para uma viagem a um passado não tão distante assim. Passado no qual os desenhos clássicos de Hanna Barbera, como Maguilla Gorilla e Johnny Quest eram exibidos diariamente e com grande sucesso; passado no qual os televisores de 20 polegadas da General Electric eram o ápice da modernidade; passado no qual já se bebia Nescafé- o mais solúvel, o mais aromático, o mais saboroso; passado no qual o Chapolin Colorado apenas começava suas aventuras.

Esta décima edição do La Chicharra marca o primeiro capítulo da série “Desvendando a revista Tele-Guía”. Em outras edições teremos oportunidades de abordar edições da revista publicadas em outros anos; um maravilhoso passeio pela história da TV mexicana (e mundial), e que de certa forma é a história dos programas de Roberto Gómez Bolaños. Os anúncios publicados na época, a grade de programação dos canais onde os programas de Chespirito foram exibidos, notícias sobre os atores, sinopses dos episódios com a data original de exibição, tudo isso apresentado ponto a ponto, em todos os detalhes. Nesta edição, voltemos a 1972 para encontrar o Chapolin Colorado, Shory, la Mochocha Pechocha e Chaparrón Bonaparte, que já sofria com suas chiripiorcas, ao lado de seu inseparável amigo Lucas Tañeda. Sigam-me os bons!



Capa da edição 1021 da revista Tele-Guía

Enrique Alonso "Cachirulo", ator e diretor de programas infantis.

O palhaço Bozo, uma das atrações de "Sabados Infantis", programa do Canal 2.

Charlie Brown, desenhos animados baseados nas tirinhas de Charles M. Schulz, eram exibidos pelo Canal 5.

O telejornal 24 Horas, apresentado por Jacobo Zabludovsky, atração clássica do Canal 2.

Siempre en Domingo, apresentado por Raul Velasco: outro clássico do Canal 2.

Familia Telerin, série de desenhos animados da TV mexicana e que já apareciam em revistas próprias.

O Canal 8 anunciava o início das retransmissões de seu sinal em outras cidades mexicanas. Neste canal era exibido na época o programa Chespirito.

Anúncio dos televisores da General Electric, presente na edição 1021 da revista Tele-Guía.

Anúncio de Nescafé, presente na edição 1021 da revista Tele-Guía.

Canais da televisão mexicana apresentados no início do Guia de Programação presente na edição 1021 da revista Tele-Guía.

Parte do guia de programação do dia 02 de março de 1972, quinta-feira. Destaque para a sinopse de episódio de Chespirito exibido no dia, hoje perdido mundialmente.

Dados editorias da revista Tele-Guía, no. 1021, de março de 1972.



5 comentários:

  1. Muito bom,com isso está comprovado que o programa Chespirito tinha 30 minutos de duração.
    Parabens Cassio!

    ResponderExcluir
  2. haushaus.. Minino.. Adorei a propaganda do Nescafé! *-*

    ResponderExcluir
  3. Só agora consegui parar pra ler a matéria :P

    Bem interessante, especialmente pelos anúncios, um bom resgate de época.

    ResponderExcluir
  4. Ótima atualização,e foi legal ver muitos desenhos classicos nesse guia, que o Brasil tbm ja exibiu, além claro da descoberta de mais episódios perdidos do Chespirito.

    ResponderExcluir
  5. Olá, faço parte do Forum Único Chespirito e tb da comunidade Chespirito Brasil do Google grupos. Vi esse blog lá no fórum hj e resolvi acessar. Mto legal, a ideia é ótima e os textos mto ilustrativos, além de homenagrar nosso querido Chespirito. Parabéns, já linkei vc no meu blog. Bjs

    ResponderExcluir